T: +55 11 3611.6022 WhatsApp: +55 11 99133.1672

Entenda os diferentes tipos de compressores de ar

01/11/2019 -

Tipos de compressores de ar

Desde em indústrias alimentícias, automotivas e químicas, até em plataformas offshore de petróleo e gás, a compressão de ar é uma fonte de energia vital para as operações diárias. E para cada aplicação, existem diferentes tipos de compressores de ar, que se adequam às necessidades e particularidades de cada segmento.

Para te ajudar a entender qual é a melhor solução para a eficiência energética da sua indústria, nós preparamos esse artigo com todos os tipos de compressores de ar utilizados em aplicações industriais, que podem ser classificados conforme duas categorias principais: compressores de deslocamento positivo e compressores dinâmicos. Conheça as diferenças entre eles!

1. Tipos de compressores de deslocamento positivo

  • Compressores de parafuso rotativo injetado por óleo

Compressores de parafuso rotativo injetado por óleo

Principalmente utilizado nos segmentos de mineração, construção e exploração de energia, o compressor de parafuso rotativo injetado a óleo é geralmente acionado por um motor elétrico ou diesel.

A versão estacionária é caracterizada por baixa vibração, exigindo apenas uma fundação de suporte de carga simples. Enquanto isso, múltiplos estágios são empregados para melhorar a eficiência em uma determinada pressão ou para obter pressões mais altas.

Entre os tipos de compressores de ar de deslocamento positivo, esse equipamento se destaca pela longa vida útil e necessidade mínima de manutenção em amplas faixas de capacidade e pressão.

  • Compressores de parafuso rotativo isento de óleo

Compressores de parafuso rotativo isento de óleo

Esses equipamentos comprimem o ar seguindo o mesmo princípio que o modelo anterior, porém sem a injeção de óleo na câmara de compressão. Normalmente utilizado nas indústrias químicas, petroquímicas, farmacêutica e de alimentos.

Existem dois tipos de compressores de ar de parafuso isento de óleo: seco ou por injeção de água. No tipo seco, as posições dos rotores de compressão são mantidas por meio de engrenagens lubrificadas externas à câmara de compressão.

Como não há fluido injetado para o resfriamento do compressor, além de requerer velocidades rotativas mais altas do que os tipos de compressores de ar com injeção de óleo, a maioria desses modelos utiliza dois estágios de compressão, com um intercooler entre os estágios e um pós-arrefecedor.

Já no segundo caso, a água é injetada na câmara para a vedação das folgas internas e para controlar o calor gerado pela compressão, que geralmente apresenta um único estágio. Nesse modelo, é necessário um dispositivo capaz de separar a umidade condensada da atmosfera, evitando a perda de qualidade do ar comprimido.

  • Compressores de palhetas rotativas injetadas por óleo

Compressores de palhetas rotativas injetadas por óleo

O compressor de palhetas rotativas injetadas a óleo pode ser utilizado na compressão de ar e de gás, com opções de acionamento por motor elétrico, motor a gás, PTO ou motor hidráulico.

O design simples e portátil possibilita que o equipamento seja usado em ambientes como mineração, fundição, OEM e trânsito. Esse modelo de compressor ainda é caracterizado por uma velocidade mais lenta, baixa vibração e operação silenciosa, requerendo apenas uma base simples de suporte de carga.

  • Compressores rotativos de anel líquido

O compressor rotativo de anel líquido, também conhecido como compressor de pistão líquido, é semelhante ao compressor de palhetas rotativas, incluindo nas aplicações e em fatores como pressão e velocidade.

A diferença é que as palhetas são fixadas no rotor. Nesse modelo, o furo do estator pode ser circular com o rotor excêntrico, ou elíptico com o rotor concêntrico, que apresenta pressão superior ao primeiro.

  • Compressores de lóbulos isentos de óleo

Compressores de lóbulos isentos de óleo

Esse compressor é mais um dos tipos que apresentam lubrificação externa à câmara de compressão, garantindo a distribuição de ar sem risco de contaminação por óleo.

Nesse modelo, dois rotores em forma de parafuso se intercalam durante a rotação para o suprimento do ar dentro da câmara, que conta com portas de sucção e descarga, responsáveis por eliminar qualquer carga axial ou empuxo.

  • Compressores Recíprocos

Compressores Recíprocos

Os modelos de compressores recíprocos são mais um dos tipos de compressores de ar de deslocamento positivo. Esses equipamentos apresentam uma câmara de compressão com volume mecânico reduzido, resultando em um aumento correspondente na pressão.

2. Tipos de compressores dinâmicos

Compressores dinâmicos

Os compressores de ar de deslocamento dinâmico podem ser centrífugos ou axiais. Em ambos os tipos, o ar é comprimido pela ação mecânica de componentes rotativos, responsáveis aumentar a velocidade do ar.

Os compressores dinâmicos são resultados da demanda que surgiu principalmente a partir de 1960 por por equipamentos com maior eficiência e menos custos operacionais, que agora podem ser alcançados por meio da técnica de resfriamento entre os estágios do compressor.

Agora que você conhece os principais tipos de compressores de ar, é essencial buscar um fornecedor confiável, capaz de te auxiliar na escolha, na implementação e na manutenção correta de seus equipamentos!

Representante oficial da Ingersoll Rand e outras marcas líderes no mercado, a HBR conta com um portfólio completo de compressores de ar que se adequam a cada aplicação industrial. Além disso, a equipe de engenheiros da HBR está preparada para entender as necessidades operacionais de indústrias de pequeno e grande porte, projetando a melhor solução para sua fábrica.

Entre em contato com um especialista e saiba mais sobre os tipos de compressores de ar que melhor atendem aos desafios de energia da sua planta!