Volta ao topo
T: (55-11) 3611.6022     Whatsapp:  ligue »

Indústria de embalagens metálicas recebe equipamentos e instalações da HBR


02/05/2019

Mais um case de sucesso da HBR em uma Indústria de embalagens metálicas.

Para uma empresa ser referência na sua área de atuação precisa compreender as necessidades dos seus clientes e não medir esforços para atender às mais específicas demandas. Este diferencial contribuiu para a HBR construir uma sólida história ao longo dos seus 30 anos de existência. A equipe técnica da empresa faz um diagnóstico completo do problema, especifica a solução e instala os equipamentos personalizados.

Foi o que aconteceu com uma indústria de embalagens metálicas que procurou a HBR para desenvolver uma solução técnica sob medida para resfriamento do maquinário utilizado para a fabricação de tampas e lacres para latas de alumínio.

Entretanto, o projeto precisava contemplar detalhes peculiares da indústria. Devido ao processo mecânico da fabricação dos componentes de embalagem, as máquinas exigem uma temperatura controlada da água de resfriamento e uma grande transferência de calor para a solução de resfriamento. Deste equilíbrio depende a qualidade dos produtos fabricados.

Diante deste cenário, a equipe técnica concluiu que, como a temperatura de entrada da água é de 20oC e a saída prevista de 40oC, proporcionando um diferencial de temperatura ΔT = 20oC, estes valores não correspondiam aos tradicionais de temperatura para usar um chillher, que deve ter temperatura de entrada em 30oC, no máximo.

E a temperatura de envio para processo (20°C), acima das temperaturas médias de bulbo úmido (TBU) para região de instalação do equipamento. Assim, não seria indicado utilizar Torres de Resfriamento convencionais no projeto.

O time de engenharia da HBR recomendou a utilização de um sistema conhecido como Cascata, no qual em um primeiro estágio, o sistema é responsável por resfriar a água de processo de 40°C para 30°C, utilizando um Sistema de Resfriamento de Circuito Fechado.

No segundo estágio, a solução entraria resfriando a água de processo de 30°C para 20°C, utilizando um Chiller com tecnologia de compressores Inverter – com esta tecnologia, o consumo de energia é menor. A solução desenvolvida foi completada por Skids de Bombeamento e todo o sistema de quadros de controles para a operação do sistema.

Após instalado, o sistema passou a funcionar em circuito fechado, sem ação de elementos contaminantes do ar, dissolvidos na solução de água em circulação no equipamento. Os motores elétricos dos compressores, bombas e ventiladores são acionados por inversores de frequência, limitando a rotação e o consumo de energia elétrica às necessidades reais de demanda térmica da linha de produção.

Para economizar água e energia elétrica, o sistema utiliza ao máximo a dissipação de energia para o ambiente com a menor demanda possível de energia. Outra especificação voltada à eficiência energética e à preservação do meio ambiente, o chiller utiliza compressores com acionamento por meio de inversores de frequência. Desta forma, o consumo de energia será o menor possível adaptado às necessidades do processo.

Instalado e comissionado, o projeto está operando continuamente e todos os parâmetros levantados demonstram o sucesso no projeto executado. Ou seja, a solução personalizada para atender à demanda do cliente.