T: +55 11 3611.6022 WhatsApp: +55 11 99133.1672

5 Dicas de como reduzir o consumo de energia nas indústrias

20/12/2019 -

5 Dicas de como reduzir o consumo de energia nas indústrias

A energia elétrica chega a representar mais de 40% dos custos da produção de uma indústria. Segundo o Indicador de Custos Industriais da CNI, esse índice vem aumentando exponencialmente desde 2016. Assim, uma das principais preocupações de técnicos, engenheiros e gestores está em como reduzir o consumo de energia da planta, de forma a garantir maior economia e menores desperdícios.

A elevação dos custos de energia elétrica é um cenário volátil e influenciado por diferentes fatores, internos e externos às organizações, incluindo questões ambientais que prejudicam as fontes de energia do país, por exemplo. No entanto, identificar os processos, os equipamentos, as ferramentas e as práticas que mais consomem energia é o primeiro passo para mitigar esse gasto, sem prejudicar o bem-estar de seus funcionários, a segurança do ambiente de trabalho e a produtividade da sua indústria.

Confira nossas dicas e saiba como ações simples podem potencializar a eficiência energética e a economia da sua planta!

Como reduzir o consumo de energia em sua planta?

1. Investir em compressores de alta eficiência

Os compressores de ar são responsáveis ​​por grande parte do consumo de energia e, quando não dimensionados corretamente, resultam em um alto índice de desperdício.

Estima-se que mais de 40% da energia gasta com a produção do ar comprimido é desperdiçada em plantas industriais que não gerenciam corretamente a rede de compressores ou que utilizam compressores ineficientes.

2. Dimensionar corretamente a rede de ar comprimido

O alto índice de vazamento e desperdício de ar comprimido está tanto ligado ao desempenho de seus compressores quanto ao dimensionamento de sua rede!

Para cada 1 bar de pressão excedente em seu sistema, o consumo de energia na sua indústria pode aumentar em até 7%. Assim, é fundamental dimensionar corretamente a distribuição da sua rede de ar comprimido, mapeando corretamente seus processos e a logística da sua planta.

O seu projeto deve considerar todos os parâmetros e as particularidades da demanda de cada setor, incluindo a pressão de trabalho da rede, o comprimento, a porcentagem de perda de carga admissível e a vazão do sistema.

A

lém disso, é importante evitar que seus compressores sejam instalados em locais fechados e com baixa circulação de ar, bem como uma rede com excesso de curvas e estrangulamentos, uma vez que esses fatores impactam diretamente na perda de carga e no aproveitamento eficaz do seu ar comprimido!

3. Implantar um sistema de gerenciamento dos equipamentos

O controle o monitoramento das operações de seus compressores são o primeiro passo para identificar gargalos, perdas de pressão, vazamentos, picos de produção e equipamentos subutilizados, possibilitando o gerenciamento inteligente de toda a sua rede de ar comprimido.

Nesse caminho, um sistema de controle atua como ponto central da rede de ar comprimido e te ajuda a garantir que todos os compressores operem com o desempenho e os parâmetros adequados.

Com informações atualizadas em tempo real, e uma série de funcionalidades para o controle de seus equipamentos, essa ferramenta é capaz de reduzir o consumo de energia elétrica de sua planta em até 40%.

Confira nosso artigo sobre sistemas de controle para compressores industriais e saiba mais sobre essa e outras vantagens da ferramenta!

4. Realizar manutenções preditivas

Além de representar riscos à segurança e à qualidade de suas operações, a falta de manutenção periódica em seus compressores e equipamentos pode resultar em grandes perdas de energia, eficiência e capacidade de entrega.

Portanto, não deixe de investir em um plano de manutenção preditiva, pois o retorno é extremamente valioso para a rotina da sua indústria! Esse cuidado pode te ajudar a reduzir o consumo de energia elétrica e de 20% a 50% dos custos de sua conta de luz!

Confira 5 dicas de manutenção de compressores que resultam em economia!

5. Inspeções e auditorias periódicas

Em conjunto a um sistema e um plano de manutenção preditiva, uma auditoria especializada desempenha um importante papel na mitigação de erros, riscos, desperdícios e prejuízos em sua rede de ar comprimido!

A verificação da curva de tendência de demanda, a inspeção visual, a detecção de vazamentos e o monitoramento do ciclo de vida e da eficiência dos equipamentos, além de diagnósticos operacionais são os principais pontos estudados em uma auditoria especializada. E, a partir da coleta e análise desses dados, você pode tomar decisões mais assertivas, bem como estabelecer medidas corretivas e preventivas para assegurar a produção e a economia da sua indústria!

Agora, o ponto crucial para aplicar na prática todas as dicas que comentamos nesse artigo é a colaboração de toda a sua equipe! Seu time precisa estar engajado com essa causa para alcançarem melhores resultados juntos, por isso, aplique treinamentos contínuos e capacite seus colaboradores para produzirem mais, gastando menos energia!

Já quando o assunto é auditoria, sistema, equipamentos e manutenção, é sempre importante contar com especialistas. Há mais de 40 anos no mercado, a HBR oferece serviços e produtos completos para a eficiência energética de plantas de todos os portes e segmentos. Entenda tudo o que o time da HBR pode fazer pela sua indústria!